Histórico

Em outubro de 2002, o prof. Manoel Ribeiro Filho participou do "V Symposium on Virtual Reality – SVR2002", em Fortaleza, voltando a Belém com a idéia de montar um laboratório para pesquisa de realidade virtual na Universidade Federal do Pará. Em 2003, dois alunos de graduação com bolsas do PIBIC desenvolveram laboratórios virtuais de controle ("Balbeam" e "pêndulo invertido") , projeto que teve artigos aceitos e expostos no SVR2004, CBA2004 e SBIE2005. O sucesso desses trabalhos abriram as portas para a criação do futuro laboratório.


Em 2004, o prof. Manoel Ribeiro submeteu o projeto "UGV - Unidade Geradora Virtual", usando Realidade Virtual, à avaliação da chamada de trabalhos de P&D da Eletronorte, sendo aprovado. Com esse projeto, desenvolvido de 2005 a 2007, foi possível a contratação de 3 bolsistas de graduação, 2 bolsistas de mestrado e 1 de doutorado. Estava criado o LaRV: Laboratório de Realidade Virtual da Universidade Federal do Pará, com uma equipe multidisciplinar, possuindo professores e alunos nas áreas de realidade virtual, educação, engenharia mecânica, engenharia elétrica e engenharia da computação. Por falta de espaço próprio, o Laboratório começou a funcionar na mesma sala do Prof. Manoel Ribeiro, que era compartilhada com o Prof. Jorge Brito.


Em 2006, foi aprovado junto à FINEP um projeto para desenvolvimento de jogos, que levou à criação do game 3D "A Revolta da Cabanagem", mais conhecido como "Jogo da Cabanagem", destinado ao ensino de história. Neste mesmo ano foi concluído o prédio anexo do Laboratório de Engenharia Elétrica e de Computação, permitindo que os professores que dividiam o espaço do laboratório tivessem novas salas. Assim, o LaRV ganhou sala própria e mobiliário feito sob medida.


Em 2008, enxergando o potencial do primeiro trabalho, a Eletronorte continuou a investir no trabalho do LaRV com outro projeto na mesma linha do primeiro: "ITV – Instruções Técnicas Virtuais", para modernização dos procedimentos de manutenção e operação.


Ao longo desses anos, o número de integrantes do laboratório cresceu, saltando para 7 bolsistas de graduação, 2 bolsistas de mestrado e 2 bolsistas de doutorado, que vem produzindo Trabalhos de Conclusão de Curso, Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado na área acadêmica, bem como artigos em congressos e revistas.

Equipe do LaRV
Equipe do LaRV (Abril 2009)